Hamburgueria inspirada na série The Big Bang Theory chega à Curitiba

Bazinga!! Os burgers inspirados no seriado mais divertido da televisão são a aposta do The Big Bang Burger que acaba de inaugurar em Curitiba. Com atendimento exclusivo no formato delivery, a hamburgeria começou a operar com uma promoção super especial: 2X1. Pediu um Young Sheldon Burger leva outro igual por apenas R$ 12,90. A taxa de entrega também está com valor promocional no mês da inauguração, por apenas R$ 10.

Todas as receitas dos burgers, shakes e sobremesa foram inspiradas no cardápio da semana da série The Big Bang Theory. São seis burgers servidos no pão francês bem crocante, sendo uma opção vegetariana – o Stuart Veg Burger. Com inspiração chinesa – cardápio de segunda-feira – chama atenção o Rajesh Burger que leva peito de frango no cássico molho xadrez. Outra opção é o Leonard Pepperoni Burger que fez a clássica pizza de pepperoni do seriado ir parar dentro do pão crocante.

São três sabores de milkshakes com valor único de R$ 12,90 cada. Tem o Amy Strawberry, Bernadette Vanilla e o Prof. Prócton Chocolate Shake. Para quem não dispensa a sobremesa, pode pedir o Penny Penny Penny Cheesecake, servido com calda de morango (R$ 16,90). O cardápio conta ainda com outras opções de bebidas, como refris, água e cerveja. É tudo tão gostoso e prático que nem a mãe do Leonard vai colocar defeito!

O atendimento do The Big Bang Burger é das 11h30 às 22h, todos os dias. Os pedidos devem ser feitos pelo WhatsApp: (41) 3402-4265

Mais informações:

Pedidos: api.whatsapp.com/send?phone=554134024265

Instagram: @bigbangburger.br

Bairros atendidos pelo delivery: Abranches, Água Verde, Ahú, Alto da Glória, Alto da XV, Bacacheri, Bairro Alto, Barreirinha, Batel, Bigorrilho, Boa Vista, Bom Retiro, Cabral, Cachoeira, Cajuru, Campina do Siqueira, Campo Comprido, Capão da Imbuia, Cascatinha, Centro, Centro Cívico, Cristo Rei, Fanny, Guabirotuba, Guaíra, Hauer, Hugo Lange, Jardim Botânico, Jardim Social, Jardim das Américas, Juvevê, Lindóia, Mercês, Mossungue, Parolin, Pilarzinho, Portão, Prado Velho, Rebouças, Santa Cândida, Santa Felicidade, Santa Quitéria, Santo Inácio, São Braz, São Francisco, São João, São Lourenço, Seminário, Taboão, Tarumã, Tingui, Vila Izabel, Vista Alegre, Uberaba

Paraná pretende imunizar população acima de 18 anos até dezembro de 2021

Com a previsão de chegada de 62 mil novas doses da vacina contra covid-19 no início da semana que vem, Curitiba dá sequência ao calendário de imunização dos grupos prioritários. Nesta segunda (10) e terça-feira (11), será a vez das gestantes, puérperas (mulheres com bebês nascidos a partir de 25 de março de 2021) e pessoas com Síndrome de Down. Para receber a vacina é necessário ter 18 anos completos ou mais.

Os novos grupos prioritários selecionados pela Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba seguem à risca a orientação do Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19. A vacina estará disponível em 18 pontos (lista abaixo), que funcionarão das 8h às 17h.

“Com muito planejamento e gestão das doses das vacinas recebidas do governo federal estamos avançando na imunização de mais um grupo prioritário”, afirma a secretária municipal da saúde, Márcia Huçulak.  

Gestantes

Serão vacinadas gestantes (em qualquer idade gestacional) com 18 anos ou mais. É necessário apresentar carteirinha de pré-natal (SUS ou particular) ou resultado positivo de laboratório para exame de gravidez com o nome da paciente. Outra opção para as gestantes da rede particular é apresentar a declaração médica padrão disponibilizada pelo Portal do CRM para fins de vacinação.

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba alerta que gestantes que tomaram a vacina contra a gripe devem aguardar 14 dias antes de receber a vacina anticovid-19.

Puérperas

Estão contempladas dentro do grupo de puérperas as mães com bebês nascidos a partir de 25/03/2021. Para receber a vacina basta apresentar a certidão de nascimento do bebê ou a Carteira da Criança. Outra opção, para as gestantes da rede particular, é apresentar a declaração médica padrão disponibilizada pelo Portal do CRM.

As puérperas que tomaram a vacina contra a gripe também devem aguardar 14 dias antes de receber a vacina anticovid-19.

Síndrome de Down

Pessoas com 18 anos completos ou mais com Síndrome de Down também estão contempladas nesta fase de vacinação contra covid-19, conforme a previsão no Plano Nacional de Imunização. Para garantir a dose, será necessário apresentar declaração médica padrão disponibilizada pelo Portal do CRM para fins de vacinação ou, excepcionalmente para este público, qualquer outro documento que comprove a sua condição.

“Estamos sendo rigorosos na solicitação dos comprovantes das pessoas que se enquadram nos critérios de vacinação porque estamos comprometidos a seguir o Plano Nacional de Imunização e evitar fura-filas em Curitiba”, afirma Márcia.  

Cadastro

Para facilitar o processo de vacinação e evitar filas, a Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba pede que as pessoas preencham antecipadamente o cadastro na plataforma Saúde Já, pelo aplicativo de celular ou pelo site www.saudeja.curitiba.pr.gov.br.

Para agilizar as filas, a secretaria solicita ainda, se possível, que as pessoas imprimam e preencham o termo de consentimento que deverá ser entregue no momento da vacinação, disponível neste link.  

Para receber a vacina, a pessoa deve apresentar ainda um documento de identificação com foto, CPF, comprovante de residência com endereço válido de Curitiba e uma caneta.

Veja como serão as próximas etapas

Nos próximos dias deve ser divulgado o cronograma dos demais públicos contemplados dentro do grupo prioritário das comorbidades e pessoas com deficiência permanente. O cronograma das próximas etapa seguirá o critério de idade (dos mais velhos para os mais novos, começando com pessoas com 59 anos completos ou mais).

Para ser contemplado, é necessário se enquadrar em algum dos 22 tipos de condições de saúde listados pelo Ministério da Saúde. Para este público, quem é atendido pelo SUS não precisa apresentar nenhum documento extra. Para os pacientes da rede privada é necessário e o único documento aceito será a declaração médica padrão emitida via Portal do CRM.

Pontos fixos de vacinação contra covid-19

Das 8h às 17h

1 – Pavilhão da Cura
Parque Barigui (entrada somente pela BR-277)

2 – US Ouvidor Pardinho
Rua 24 de Maio, 807 – Praça Ouvidor Pardinho

3 – Centro de Referência, esportes e atividade física
Rua  Augusto de Mari, 2.150 – Guaíra

4 – US Salvador Allende
Rua Celeste Tortato Gabardo, 1.712 – Sítio Cercado

5 – US Parigot de Souza
Rua João Eloy de Souza, 111 – Sítio Cercado

6 – US Vila Diana
Rua René Descartes, 537 – Abranches

7 – US Fernando de Noronha
Rua João Mequetti, 389 – Santa Cândida

8 – Centro de Esporte e Lazer Avelino Vieira
Rua Guilherme Ihlenfeldt, 233 – Bacacheri

9 – US Jardim Paranaense
Rua Pedro Nabosne, 57 – Alto Boqueirão

10 – US Visitação
Rua Dr. Bley Zornig, 3136 – Boqueirão

11 – US Camargo
Rua Pedro Violani, 364 – Cajuru

12 – US Uberaba
Rua Cap. Leônidas Marques, 1392 – Uberaba

13 – Clube da Gente CIC
Rua Hilda Cadilhe de Oliveira

14 – US Vila Feliz
Rua Pedro Gusso, 866 – Novo Mundo

15  – US Aurora
Rua Theofhilo Mansur, 500 – Novo Mundo

16 – US Pinheiros
Rua Joanna Emma Dalpozzo Zardo, 370 – Santa Felicidade

17 – Rua da Cidadania do Tatuquara
Rua Olivardo Konoroski Bueno, s/n

18 – Rua da Cidadania do Fazendinha
Rua Carlos Klemtz, 1.700

via redação Busão Curitiba

Nova remessa com imunizantes da Pfizer chega no Paraná nesta segunda

O Paraná recebeu mais 242 mil doses de vacina contra a Covid-19 nesta quinta-feira (6). A 18ª remessa do Ministério da Saúde é da vacina Covishield, desenvolvida pela empresa AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford. As doses serão destinadas às gestantes, puérperas, pessoas com comorbidades e pessoas com deficiência permanente grave.

“Com este novo lote daremos continuidade à imunização no Paraná e pedimos para todos os municípios, assim que as vacinas chegarem, junto com o lote enviado nesta semana, que prossigam a aplicação de domingo a domingo para que possamos imunizar o maior número de paranaenses possível e avancemos para outros grupos prioritários”, afirmou o secretário estadual  da Saúde, Beto Preto.

Foto: AEN PR

Ele acompanhou a chegada do novo lote ao Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), em Curitiba. Beto Preto ressaltou a importância da vacinação de gestantes e puérperas, que foram incluídas pelo Ministério da Saúde neste novo grupo prioritário, junto com as pessoas com comorbidades.

“Estamos vendo neste momento, em todo o Brasil, o aumento no número de casos de interrupção da gravidez por gestantes acometidas por Covid. Por este motivo é importante a vacinação deste grupo já que estão inseridas no Plano Nacional de Imunização e possuem doses destinadas para sua imunização”, ressaltou.

Segundo o secretário, ainda nesta semana o Paraná também enviará ao hostipais da rede de atendimento à Covid-19 e aos municípios cerca de 205 mil ampolas de medicamentos elencados no chamado kit de intubação para atendimento aos pacientes suspeitos ou confirmados com a doença.

“Pouco mais de 185 mil medicamentos são aquisições próprias da Secretaria da Saúde e o restante adquirido pelo Consórcio Paraná Saúde. Este quantitativo auxiliará no enfrentamento da pandemia nos hospitais do plano de atendimento à Covid-19”, explicou o secretário

PFIZER 

Ainda de acordo com a 18º pauta do Ministério da Saúde, o Paraná receberá 67.774 doses da vacina Comirnaty da Pfizer/BioNTech. A previsão da pasta é de que o envio destes imunizantes ao Estado ocorra na próxima semana.

“Inicialmente concentraremos este segundo lote da Pfizer aqui no Cemepar, em Curitiba, mas isso não impedirá a descentralização para outros municípios, desde que possuam armazenamento adequado para manter as doses refrigeradas por até cinco dias”, explicou Beto Preto.

O Ministério da Saúde recomendou esta semana que o intervalo entre a primeira e a segunda dose do imunizante Comirnaty da Pfizer seja de 12 semanas (três meses), assim como já é adotado com a AstraZeneca. A recomendação inicial era de 21 dias entre as doses.

A Secretaria Saúde realizou uma videoconferência com as 22 Regionais de Saúde na segunda-feira (3) para repassar a nova orientação enviada por informe técnico do governo federal.

Ainda segundo o Ministério da Saúde, a vacina deve ser armazenada por no máximo 5 dias à temperatura de 2ºC a 8ºC, até 14 dias (duas semanas) à temperatura de -25ºC à -15ºC e durante toda a validade (seis meses) em freezers de ultrabaixa temperatura (-80ºC à -60ºC). Quando diluída em soro fisiológico para preparação, o total de seis doses por frasco-ampola deve ser utilizado em até seis horas, sob refrigeração de 2ºC a 8ºC.

via redação Busão Curitiba