5 opções de delivery para um Dia dos Namorados saboroso em casa

Em 2020, o Dia dos Namorados será um pouco diferente do que os casais estão acostumados. Mas não é por esse motivo que os apaixonados não terão uma experiência única, repleta de charme e sabores. Diversos empreendimentos da capital paranaense lançaram cardápios e ações especiais via delivery para a data mais romântica do ano. Para te ajudar a encontrar opções que combinam com você e seu amor, preparamos uma lista com cinco opções de jantar, bebida e sobremesas para você encomendar nesta sexta-feira, dia 12 de junho. Confira:

Empório Rosmarino: O Empório Rosmarino traz opções para um jantar completo, que precisa ser apenas finalizado em casa. O menu conta com seleções de finger-foods, entradas e sobremesas diversas. Entre os pratos principais estão clássicos como o Ravioli “coração” recheado com queijo brie e pera ao molho de limão siciliano; e o Ravioli “coração” recheado com maçãs assadas e ricota cremosa ao molho de nozes. Os pedidos podem ser retirados na loja do Empório Rosmarino no bairro Batel (Rua Fernando Simas, 347) ou recebidos em casa com entrega agendada. Mais informações pelo telefone (41) 3324-3010, WhatsApp (41) 98788 1633 ou e-mail rosmarino@emporiorosmarino.com.br.

Kibô: O recém-inaugurado Kibô Japanese Lounge Bar, que carrega toda excelência do Bourbon Curitiba Convention Hotel, preparou um box especial com suas melhores iguarias e, ainda, se uniu com a Maison Perrier-Jouët para oferecer um pacote incrível com o champanhe da marca e um arranjo de flores exclusivo para quem preferirem celebrar a data no conforto de suas casas. O Box Especial de Dia dos Namorados (R$ 220), disponível via delivery, é composto por 30 peças. Já o pacote em parceria com a Maison Perrier-Jouët, que custa R$ 620, vai acompanhado de uma garrafa de Champanhe Perrier-Jouët Brut e um arranjo de flores selecionadas, além de contar com o serviço de entrega premium, realizado por carros executivos e motorista particular. Os pedidos devem ser realizados por meio do pelo telefone (41) 3221-4600 ou pelo WhatsApp (41) 99215-2779.

Cuore di Cacao: A Cuore di Cacao, uma das principais chocolaterias do Brasil, preparou uma linha romântica exclusiva para a data. Um dos destaques é a “Caixa Corações” (R$ 130), uma luxuosa caixa em vidro com 25 corações recheados com ganache de damascos e champanhe. Para os casais clássicos que não dispensam a combinação de flores e chocolates, a Cuore apresenta o Buquê de flores “Eu te amo!” (R$ 158), um buquê de flores artesanais em tecido acompanhadas por 20 trufas de champanhe. Os pedidos, com entrega em casa, podem ser feitos exclusivamente pelo WhatsApp (41 98788-1633) ou telefone (41 3014-4010).

Cookie Stories: A Cookie Stories, principal casa de cookies do Brasil, preparou opções de kits especiais para serem consumidos em casa, perfeitos para presentear a sua alma gêmea. Entre as deliciosas opções estão os Valentine’ S’mores (R$ 30), uma marmitinha contendo os adorados Smores Dip, uma ganache de chocolate meio amargo, coberto por marshmallows delicadamente tostados, que precisam apenas serem finalizados em casa e consumidos quentinhos. O kit acompanha ainda quatro cookies de coração para que podem ser mergulhados diretamente no chocolate e marshmallows. O serviço de delivery é encontrado nos aplicativos iFood e James Delivery e, também, pode ser solicitado diretamente no telefone da loja e WhatsApp (41 3077-0601), com delivery próprio.

Way Beer: Para completar o cardápio de Dia dos Namorados, não pode faltar uma bela cerveja artesanal.A Way Beer, uma das grandes referências do mercado cervejeiro nacional, preparou uma ação especial para a data mais romântica do ano: 4 latas de 1 litro cada por apenas R$ 79. E o melhor, frete grátis em Curitiba e região. O público terá à disposição quatro rótulos de sucesso da cervejaria: Red Ale, Avelã Porter, IPA Loka e Half Pilsen. Os pedidos podem ser feitos pelo telefone (41) 99992-0063.

Mortes por Covid-19 caem pela metade no Paraná em agosto; número de casos é o menor em dez meses

O Governo do Paraná prorrogou por mais 15 dias as medidas restritivas de enfrentamento da pandemia no Estado que estão em vigor desde o início do mês. O decreto nº 8.568/2021, assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior nesta terça-feira (31), estende as regras até às 5 horas do dia 15 de setembro.

Dessa forma, permanece a restrição de circulação e a comercialização e o consumo de bebidas alcóolicas em espaços e vias públicas entre 24h e 5h. O toque de recolher não se aplica a atividades e serviços essenciais.

Desde o início de agosto está autorizada a realização de algumas categorias de eventos, desde que atendam medidas de prevenção.

Em locais abertos, para público exclusivamente sentado ou delimitado, sem consumo de alimentos e bebidas, poderão ser realizados eventos com capacidade máxima de 60% do previsto, desde que não ultrapasse 500 pessoas. No caso de haver consumo de alimentos e bebidas, a lotação prevista é de 50%, com o máximo de 500 pessoas.

Em locais fechados, por sua vez, a taxa de ocupação é de 40% para até 500 pessoas, sem nenhum tipo de consumo.

Em ações que envolvam comidas e bebidas, o regramento estabelece o limite de 400 pessoas e lotação de 30% do previsto, respeitando a seguinte ordem: I – espaços com capacidade máxima de 200 pessoas poderão receber eventos de até 80 pessoas; II – espaços com capacidade entre 201 a 500 pessoas, poderão sediar eventos de no máximo 150 pessoas; III – espaços com capacidade entre 501 a 1000 pessoas poderão sediar eventos de no máximo 300 pessoas; e IV – espaços com capacidade máxima acima de 1001 pessoas poderão sediar eventos de no máximo 400 pessoas.

Permanece proibida, contudo, a realização presencial dos eventos, de qualquer tipo, que possuam uma ou mais das seguintes características: dançantes ou de outra modalidade de interação que demandem contato físico entre os frequentadores; em local fechado que não possua sistema de climatização com renovação do ar e Plano de Manutenção, Operação e Controle atualizados; que demandem a permanência do público em pé durante sua realização; com duração superior a 6 horas; esportivos com presença de público; que não consigam garantir o controle de público no local ou que possam atrair presença de público superior àquele determinado nesta norma, como exposições e festivais; de caráter internacional; realizados em locais não autorizados para esse fim; e que não atendam os critérios previstos nesta legislação e demais normativas vigentes.

MONITORAMENTO – A manutenção, endurecimento ou flexibilização das regras é definida com base em indicadores da Covid-19 e refletem o cenário pandêmico do momento, podendo sofrer alterações a qualquer momento. A Secretaria de Estado da Saúde monitora os números de mortes, casos e de internações em decorrência da doença e o avanço da vacinação no Paraná.

Boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (31) pela Sesa aponta um decréscimo de 40,3% na média móvel de mortes em relação a 14 dias atrás e redução de 50,5% no número de casos confirmados da doença no mesmo período de tempo. A taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para tratamento da Covid-19 está em 57% e a de enfermaria em 41%.

O Estado já vacinou 7.686.079 pessoas com pelo menos uma dose (ou dose única) do imunizante contra a Covid-19, quase 90% da população adulta.

via redação Busão Curitiba

Governo do Paraná amplia restrições vigentes até o dia 15 de setembro

O Governo do Estado vai aportar R$ 50 milhões em 2022 para os procedimentos cirúrgicos eletivos. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (30) pelo secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, em reunião com a participação do vice-governador Darci Piana, diretores das 22 Regionais de Saúde e equipes técnicas, além de gestores e representantes municipais no evento “Saúde em frente”.

“Queremos dar visibilidade para aquilo que inevitavelmente precisou ficar em segundo plano neste um ano e meio de pandemia”, disse o secretário. “Estamos pensando no futuro, nesta retomada de ações direcionadas no âmbito da Saúde, para que todos os paranaenses possam ser atendidos da melhor maneira possível”.

O evento promovido pela Secretaria serviu para alinhar as expectativas em todas as áreas da pasta, além de traçar os novos desafios da saúde pública no Paraná, que incluem a retomada de procedimentos cirúrgicos eletivos, que por diversas vezes precisaram ser suspensos para utilização de leitos e contenção de medicamentos do kit de intubação para casos confirmados da Covid-19.

O montante que será direcionado pelo Estado a esses serviços é quatro vezes maior do que o repasse do Ministério da Saúde em 2019, no valor de R$ 12 milhões. A Sesa aguarda ainda a confirmação do valor que será enviado pelo governo federal para o próximo ano.

O vice-governador Darci Piana destacou as importantes ações desencadeadas pela secretaria para o enfrentamento da pandemia e a projeção para o futuro da saúde dos paranaenses.

“A Secretaria tem desenvolvido um trabalho sério e responsável, e graças a isso conseguimos superar os desafios causados pela pandemia”, afirmou. “Neste momento é de extrema importância que se pense na retomada para conseguirmos manter essa estrutura que foi organizada dentro da Sesa e do Governo do Estado, superando as dificuldades e fazendo com que a saúde continue crescendo e evoluindo”.

AÇÕES – Durante o evento, as principais áreas da Sesa apresentaram as propostas de ações voltadas para o pós-pandemia, dentre elas no setor de obras, com um total de 645 projetos, sendo 495 obras em execução e 150 concluídas. O valor do investimento chega a R$ 434.973.486,76 para obras de construção, reforma, ampliação em unidades básicas de saúde, hospitais filantrópicos, hospitais próprios do Estado, além da parceria com os consórcios.

Também foram abordadas as ações voltadas para a saúde mental, o olhar assistencial para a saúde do idoso e a expansão do Projeto PlanificaSUS para as 22 Regionais de Saúde, além do fortalecimento da Atenção Primária e da retomada do Planejamento Regional Integrado (PRI), com a política de descentralização de serviços de saúde.

Somente para atendimento à saúde mental, a Secretaria de Estado da Saúde prepara a construção de mais um Centro de Atenção Psicossocial (Caps), duas habilitações de Caps, 60 equipes multiprofissionais de Atenção Especializada em Saúde Mental e 50 leitos para atendimento em hospitais gerais.

via redação Busão Curitiba